Mais informações: +55 11 2367-0029 ou contato@nodariconsultoria.com.br

Como dar um nome para minha empresa? 13 dicas essenciais

Muitos empreendedores se veem diante do dilema: como dar um nome para minha empresa? Na criação do negócio, inevitavelmente, surge essa tarefa — que parece simples, mas não é.

Primeiro, gosto de esclarecer que a escolha do nome de um negócio é tão importante quanto escolher o nome de um filho. Por isso, toda calma e tempo são essenciais nessa escolha.

De acordo com artigo da Endeavor Brasil sobre o tema, existem, no Brasil, aproximadamente 18 milhões de nomes de empresa

São muitos nomes, não é mesmo? Como ser original com tantas empresas já nomeadas? É possível criar um nome (identidade) completamente novo para um negócio?

Fique tranquilo: neste texto, você vai encontrar uma série de informações que vão te ajudar a definir o nome ideal para sua empresa.

Qual a finalidade do nome de um negócio

De início, é válido pensar em aspectos funcionais. Sendo assim, é importante que você saiba que o nome de uma empresa tem uma série de funções em um negócio. Algumas delas são:

  • Atuar como uma identificação dos produtos e serviços.
  • Ajudar a diferenciar o seu negócio da concorrência.
  • Trazer a possibilidade para que o seu negócio seja divulgado.
  • Fazer com que o público se lembre da sua empresa.
  • Ajudar a chamar atenção nos mais diversos canais de atendimento.
  • Auxiliar na identificação dos diferenciais competitivos.
  • Ajudar a agregar valor para a marca.

Leia também: Cabeça cheia? Veja essas dicas para ativar a criatividade nos negócios


Como dar um nome para minha empresa: 13 dicas essenciais

Há algumas dicas que podem ajudar nesse processo. Se uma das suas principais dúvidas é: ‘como dar um nome para minha empresa?’, fique alerta às orientações que destacamos a seguir.

1. Tenha clara a VISÃO do seu negócio 

A tríade visão, missão e valores pode oferecer uma boa pista para criar um nome oportuno para seu negócio.

Busque refletir:

  • Ao criar a empresa, como pensou no valor que deseja entregar ao seu público?
  • Onde pretender “chegar” com seu negócio?
  • Com quais objetivos você está comprometido ao propor seus produtos e serviços?

Nas suas respostas, você encontrará muito da essência da empresa. E é essa essência que pode te ajudar a escolher o nome da empresa — pois seria interessante (e coerente) traduzir elementos de MVV na identidade do negócio.


Saiba mais: Missão, Visão e Valores (MVV): o começo do Planejamento Estratégico da empresa


2. Procure o seu diferencial

Quando se pensa em ‘como dar um nome para minha empresa’ é preciso pensar em algo que diferencie a empresa no mercado, que transmita uma mensagem tanto no que se refere à grafia quanto às cores, logotipo, etc.

Como ser diferente com aproximadamente dezoito milhões de nomes de empresa?

O caminho é analisar, com muito cuidado, as principais características da sua empresa.

  • Em qual segmento atuará?
  • É uma empresa de atuação regional?
  • Qual é o seu público específico?
  • Qual é o produto que vai oferecer?

Se a característica marcante do negócio é a regionalidade, por exemplo, pode-se pensar em um nome com esse diferencial — como é o caso do Copacabana Palace Hotel, um dos hotéis mais luxuosos do Rio de Janeiro.

Mas não se restrinja aos atributos físicos, materiais e objetivos.

Considere, também, as características intangíveis ou imateriais.

Ou seja, digamos que, ao planejar seu seu negócio, você entendeu que a ideia de conforto seria uma característica fundamental para seus produtos/serviços. Você gostaria de obter reconhecimento por entregar esse valor. Logo, ao pensar no nome da empresa, fazer a conexão com o conceito de conforto seria uma opção inteligente.

3. Fuja do lugar comum

Afinal, como ensina Al Ries:

“Um dos caminhos mais rápidos para o fracasso é dar a uma marca um nome genérico.”

Procure deixar de lado nomes muito óbvios ou parecidos com os nomes usados pela concorrência (evite confundir seus potenciais clientes!).

Isso não significa que um bom nome de empresa tenha que ser absolutamente genial para funcionar.

Confira o texto onde discutimos criatividade e inovação — o exemplo de como foi criado o nome Mickey Mouse irá te mostrar uma linha de raciocínio que você também pode aplicar.

4. Pense em equipe 

Ter uma equipe produtiva ao lado para pensar nas melhores ideias faz toda a diferença na escolha do melhor nome para uma empresa.

Pessoas que tenham como característica o pensamento criativo são muito bem-vindas no processo de encontrar um bom nome para um negócio.

Instigue a participação de seus colaboradores!

Ainda não tem uma equipe? Então procure contar com ajuda de amigos e conhecidos. Uma conversa informal pode resultar em insights incríveis.

5. Reúna todas as ideias 

Aqui entra o que é conhecido como brainstorm ou “tempestade de ideias”.

Reserve um tempo para coletar possibilidades. Você pode fazer isso sozinho ou em equipe. E, talvez, precise realizar o exercício mais de uma vez, até chegar numa lista razoável.

Coloque no papel todas as ideias e não descarte absolutamente nada.

De repente um nome, mesmo que não utilizado, pode ser uma referência para a identidade final.

6. Opte pela simplicidade e objetividade

Siglas e nomes curtos também são uma boa opção para nomes de negócios.

Siglas são interessantes até mesmo em casos de nomes grandes, porque podem reduzi-los para uma composição fácil de memorizar. Quer um exemplo? NASA (National Aeronautics and Space Administration).

Nomes curtos funcionam bem pelo mesmo motivo.

Enfim, você só tem a ganhar quando facilita a memorização do nome de sua empresa por parte do público.

Lembre-se de que esse nome será usado quando buscarem por seu negócio em buscas no Google e redes sociais. Especialmente nas redes sociais — onde você deve usar o nome para criar seu perfil — uma nomenclatura extensa pode confundir bastante. Ou até impedir que seus clientes o encontrem.

7. Utilize o atributo da lógica

É fundamental que o nome tenha uma lógica, que respeite o ramo de atuação e que seja facilmente compreendido pelo público.

Não pode haver algo mais frustrante do que ter de explicar ao público a razão do nome da empresa.

Porém, não confunda a ideia de usar a lógica com a premissa de ser literal.

Prefira pensar no aspecto lógico com o sentido de coerência. Uma coerência sutil, inteligente, instigante.

Mais uma vez, podemos citar Al Ries para propor uma dica:

“Apenas nomes de marcas são registrados na mente … O que você geralmente deve fazer é pegar uma palavra comum e usá-la fora do contexto para conotar o atributo principal de sua marca.”

8. Não se norteie pelas tendências

Não quer dizer que as tendências não possam ser consideradas. Mas vale lembrar que tendências têm um tempo limitado de duração e é preciso pensar em um nome que não será mudado e cujo significado precisará transpor o tempo.

Ou seja, não invista em nomes “datados”. Algo muito ligado ao que está na moda no momento. O risco de ficar com o nome obsoleto em pouquíssimo tempo é substancial. E, então, seu negócio também parecerá ultrapassado.

9. Pense na pronúncia 

Não foque apenas na criação escrita, no papel. Pense em como esse nome soará ao ser pronunciado.

E mais: é fundamental que possa ser facilmente pronunciado pelo público.

Perceba que marcas sólidas e bastante conhecidas fogem desse tipo de confusão.

10. Foque em nomes com letras do início do alfabeto 

O “mais simples” ainda é a melhor opção para um bom nome. Evite as letras do final do alfabeto como X, Y, Z, que podem, inclusive, dificultar a pronúncia do nome.

Lógico, não se trata de uma regra. Use o bom senso. Mas, caso esteja na dúvida entre algumas opções, essa dica pode ser útil para você tomar sua decisão.

11. Considere a identidade visual

Além do nome, é fundamental escolher uma logo criativa, que contenha o atributo da identidade visual.

Muitas vezes, o logotipo é até mais visualizado do que o nome da empresa. Um bom exemplo é o símbolo da maçã que todos sabem que representa a Apple.

Sendo assim, ao definir o nome de sua empresa, leve em conta que a imagem que o acompanha pode apoiá-lo, complementando a mensagem que você deseja transmitir.

Assim como no processo da escolha do nome, a logo deve ser escolhida com calma. As cores, formas e demais atributos devem ser muito bem pensados. Afinal, é a identidade do seu negócio.

12. Confirme se o nome está disponível 

Para começar, assim que escolher o nome para o seu negócio, verifique se ele está disponível como domínio na internet. Afinal, toda empresa que deseja se destacar precisa ter um site no mundo virtual.

Para pesquisar a disponibilidade do nome para um domínio na internet, basta que se acesse o registro.br, jogue o nome da empresa e veja se existe a disponibilidade do domínio.

13. Não tenha pressa no processo de definição de nome da empresa

Pense nas possibilidades de nome, sem pressa. Tentar chegar a uma conclusão definitiva numa única tarde de trabalho, provavelmente, o levará a arrependimentos.

Outra dica fundamental é não tornar esse processo uma “árdua tarefa”. É preciso se divertir no processo, encontrar algum encantamento. Afinal, é o nome da sua empresa, não é mesmo?

As ideias geralmente vêm quando se está mais desprendido da obrigação. Elas podem surgir em uma ida ao cinema, ao teatro, em um momento de passeio no parque… Por isso, tenha sempre disponível algum gadget que te permita fazer anotações, caso alguma ideia repentina surgir.

Acredite, mesmo com dezoito milhões de nomes de negócios, com inventividade e boas referências, você pode conseguir um nome criativo para a sua empresa.


Leituras sugeridas:

Nodari | Consultoria Financeira Empresarial
Gestão – Marketing – Treinamentos

Telefone: (11) 2367-0029
Celular e WhatsApp: (11) 99741-7177
Email: contato@nodariconsultoria.com.br
Endereço: Rua Domingos de Morais, 2781 cj 310.
Vila Mariana, São Paulo (SP).

Você também pode entrar em contato com a Consultoria diretamente pelo site.
Basta preencher os campos deste formulário, indicando suas dúvidas ou serviços nos quais está interessado.