Mais informações: +55 11 2367-0029 ou contato@nodariconsultoria.com.br

Emissão de nota fiscal eletrônica organiza as finanças e gera confiabilidade ao negócio

As atividades financeiras ainda são um dos impasses na prática empresarial e aqui vamos abordar algumas vantagens ao emitir nota fiscal eletrônica de forma simples para diferentes formatos de negócios.

Graças à tecnologia a emissão de nota fiscal eletrônica é uma atividade bastante simples que dificilmente requer suporte de profissionais contadores ou advogados para a execução.

A emissão de NF auxilia na gestão financeira da empresa, controle dos tributos, além de ser uma prática obrigatória por lei. Não emitir NF pode gerar penalidades graves para o seu negócio, além da perda de credibilidade junto ao cliente.

Confira abaixo as principais vantagens de manter em dia a prestação de contas e tributos por meio da NF com a participação do consultor de negócios Adriano Nodari.

O que é a Nota Fiscal?

A Nota fiscal é um documento ou também recibo quando é realizado um serviço. A emissão é obrigatória para toda empresa, uma vez que é considerada uma ferramenta que presta contas aos órgãos reguladores em relação ao pagamento de tributos.

Não emitir nota fiscal é uma forma de ‘sonegar impostos’ e não estar enquadrado dentro da legislação. Para a empresa regulamentar a emissão de notas fiscais precisa da autorização dos órgãos responsáveis.

O primeiro passo é cadastrar o CNPJ do negócio. A realização do registro pode ser gratuita pelo portal MEI desde que o empreendedor tenha faturamento limitado a R$ 81 mil ao ano. Empresas com lucro superior podem optar por inúmeras alternativas especializadas como a SEFaz, entre outras.

Após cadastrar o CNPJ de forma online, é preciso comparecer até a prefeitura local e verificar pessoalmente quais as exigências do município em que vive. Cada região possui um portal online para emitir a Nota Fiscal Eletrônica (NFe).

Veja também: Passo a passo para criar uma planilha de precificação de produtos

Vantagens da emissão da Nota Fiscal para empresas

Segundo o consultor empresarial Adriano Nodari o processo de emissão de NFe é muito simples e importante para manter a ordem fiscal do negócio, isso vale tanto para pequenas ou grandes empresas.

“A emissão de uma NF online leva menos de um minuto. Já no caso de emitir várias notas para diferentes fornecedores a empresa pode contar com os softwares de emissão online”, sugere Nodari.

Manter a empresa em dia com o pagamento de tributos é de suma importância para qualquer negócio. Não pense que essa é uma conduta que apenas grandes empresas devem seguir. “As pequenas empresas principalmente, precisam organizar as operações fiscais, pois uma única multa atribuída pelos órgãos fiscalizadores pode prejudicar gravemente o negócio”, alerta.

Empreendedores que preferirem maior comodidade na emissão de nota fiscal eletrônica podem contar com o suporte de NF automático. No serviço, o atendimento é prestado sempre quando a empresa necessitar, além do suporte técnico disponível.

“Outra grande vantagem do emissor automático é que em todos os serviços vai existir uma NF, o que gera segurança para o negócio e nenhuma brecha para sonegação”, indica.

A emissão da nota fiscal eletrônica contribui não só para manter a empresa em dia com os órgãos reguladores, mas também na hora de apurar os registros e movimentações financeiras. Através dos registros automáticos via sistema de gestão é possível acessar os gastos e lucros da empresa, o que contribui no processo contábil.

Qual a diferença de DANFE e Nota Fiscal?

Diferente da NF o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (DANFE) não possui validade jurídica e trata-se apenas de uma espécie de registro adicional com o resumo dos serviços prestados. Geralmente é utilizado para acompanhar o trânsito da mercadoria.

Quais empresas precisam emitir Notas Fiscais?

Exceto microempreendedores individuais (MEI) a emissão de NF é obrigatória para todas as empresas que possuem CNPJ válido, como Limitada, Sociedade Anônima, Micro Empresa e Empresa Individual de Responsabilidade Limitada.

A regularização é prevista em lei no Protocolo ICMS 10/07 em vigor desde 2007. Existem algumas ressalvas quanto a emissão de NF pelo MEI, como em casos de prestação de serviços para pessoas jurídicas e outras empresas tornando obrigatório a emissão da nota.

Riscos para a empresa que não emite NF

Como alertamos, a emissão de NF é obrigatória e uma prática exigida pelos órgãos de legislação. Não emitir o documento é sinal de sonegação de impostos e pode gerar multas punitivas.

“Os valores da penalidade nesses casos podem variar de 10% a 100% em cada nota autuada, além de ser acumulativo. Todos os negócios devem ficar atentos a essa regulação, uma vez que os fiscais ficam de olho”, alerta Nodari.

Garantia para a empresa e produtos

A NF é um documento da compra e serviço emitido contendo todas as informações essenciais durante o processo. Para o consumidor o registro é essencial em casos de troca ou devolução, o que gera credibilidade para o seu negócio.

Veja alguns exemplos de nota fiscal, lembrando que podem variar de acordo com os serviços prestados pela empresa:

  • NF-es: utilizada na comercialização de produtos com taxa de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).
  • NFS-s: gerada para prestação de serviços.
  • CT: específica para companhias que atuam na área de serviços de transporte e carga rodoviária.
  • NFC-e: emissão eletrônica em comercializações entre uma empresa e o consumidor final. Não exige nenhuma informação do cliente e fica a critério informar o CPF ou CNPJ.

Confira: Cronograma de treinamento de funcionários – a importância de um plano de capacitação