Mais informações: +55 11 2367-0029 ou contato@nodariconsultoria.com.br

Exemplos de empresas exponenciais e como elas vão impactar o mundo

Inovação, disrupção e aceleramento são alguns exemplos de empresas exponenciais. Muito a frente do mercado comum esse tipo de empreendimento caminha junto ao avanço da tecnologia com soluções altamente eficientes quando falamos de modelo de negócio, acessibilidade e custos favoráveis para toda a população.

Os avanços contínuos da tecnologia trouxe uma série de transformações na economia, modo de gerir empresas e principalmente no comportamento do consumidor.

Afinal, o que seria a tecnologia exponencial? Salim Ismail, fundador e executivo da Singularity University acredita que tecnologias interconectadas como a inteligência artificial, biotecnologia e a neurociências  serão redes fundamentais para diversos ramos da indústria, transporte, medicina e outros setores já no presente e no futuro ainda mais.

Confira alguns exemplos de empresas exponenciais e como usar esse modelo de negócio para se inspirar. Contamos com a participação do consultor empresarial, Adriano Nodari.

Empresas que investem na internet das coisas

O termo internet das coisas recebeu bastante destaque nos últimos anos. A tecnologia e a sua inserção em diversas atividades do cotidiano, como exemplo os sistemas de monitoração para casas em que permite o acesso remoto das imagens via smartphone e os registros automaticamente salvos na nuvem.

Internet das coisas é a extensão da internet tradicional (rede) aos inúmeros recursos do nosso dia a dia. Hoje não precisa mais ir a um ponto de ônibus esperar meia hora por um transporte quando estiver atrasado. Você pode solicitar o serviço do Uber pelo app do seu celular e o preço ser acessível as suas condições financeiras.

O consultor empresarial Adriano Nodari explica que aos poucos as empresas estão começando a compreender a importância de adotar medidas exponenciais.

“Enquanto as empresas exponenciais enxergam o avanço da tecnologia como aliada, as tradicionais podem se perder se não tiver o preparo para se reinventar frente às transformações comportamentais tanto do comércio, como principalmente do consumidor”, pontua.

Os D’s que representam as empresas exponenciais

Digitalização: os processos do dia a dia passam por interferências da era da digitalização mudando a forma como se comunica, seja por áudio ou escrita;

Disrupção: avanço da tecnologia superando os recursos atuais;

Desmonetização: com o avanço da tecnologia e a disrupção os preços caem e as soluções ficam mais acessíveis;

Democratização: soluções em tecnologia mais baratas tornam-se democráticas e ao alcance dos usuários interessados;

 Uma característica em comum das empresas exponenciais além da inovação são as áreas descentralizadas, ou seja, não existe uma sede, mas redes em que todos os envolvidos são protagonistas do trabalho  e gerenciam seu próprio objetivo.

Quais são as vantagens de uma equipe decentralizada?

O consultor empresarial explica que diferente das organizações lineares que seguem modelos de gestão tradicionais com hierarquias, por exemplo, o negócio exponencial cresce em velocidade muito superior, sobretudo no diz respeito a avanços na tecnologia e alcance.

“O colaborador fica isento das burocracias, mas não de regras e organização, e ainda pode criar sua própria metodologia de trabalho, tal como metas e objetivos conforme o seu perfil profissional”, argumenta.

Exemplos de empresas exponenciais

Quem não conhece o Uber? Quando falamos de exemplos de empresas exponenciais no Brasil a empresa é uma boa referência, depois veio 99 taxi, além de outras importantes redes como Airbnb, Tesla e outras.

Leia mais: O que são empresas unicórnio? Entenda sobre esse modelo de startup 

Os prestadores de serviços são parceiros que acompanham essa nova tendência de trabalho com características acessíveis, autônomas e sem burocracia.

Veja a palestra com o Salim Ismail referência quando o assunto é empresas exponenciais. Saiba tudo sobre as novidades do setor

Novo modelo de negócio vai exigir novos perfis de colaboradores

No Brasil o modo tradicional de gestão ainda é predominante para maioria das empresas. Embora no país exista um avanço por interesse em empreendedorismo nos últimos anos, entrar nesse tipo de segmento fora do tradicional, tem sido uma alternativa para aumentar a renda ou segurar as pontas frente ao desemprego.

A característica empreendedora, atuação em projetos e gerenciamento do próprio trabalho são motivações importantes para o colaborador que deseja fazer parte de equipes exponenciais.

É preciso abandonar padrões antigos e dar espaço a ambientes plurais e flexíveis. Empresas exponenciais não devem se restringir a multinacionais, lembrando que este é um modelo de negócio que tem origem em ideias e visão inteligente da tecnologia.

“A partir do momento em que empresas médias e pequenas também apostarem na tecnologia com foco no seu segmento e adotar medidas de expansão o crescimento será apenas consequência, temos como exemplo as startups”, argumenta Nodari.

Vender é apenas mais um fator da empreitada

A tecnologia trouxe transformações culturais e no modo como a população enxerga determinado serviço. No modelo tradicional as empresas vendem um serviço e o consumidor pagar por ele.

Já nas empresas exponenciais o cliente enxerga o serviço como uma ferramenta que vai otimizar o seu dia a dia a preços acessíveis num modelo de economia compartilhada.

“Esses recursos favorecem ambas as partes uma vez que democratizam serviços e beneficia não só empresários que apostam nessas ideias, mas a população que tem participação ativa independente da classe social, além da possibilidade de gerar emprego”, conclui.