Mais informações: +55 11 2367-0029 ou contato@nodariconsultoria.com.br

Saiba como tirar uma empresa das dívidas e a evitar o problema

No último levantamento em (2018) realizado pelo Serasa, no Brasil existem 5 milhões de micro e pequenas empresas no vermelho. A preocupação diante desse cenário é como tirar uma empresa das dívidas. Segundo os dados, a maior parte dos inadimplentes pertencem a região Sudeste. Micro e pequenas empresas representam 53,9% dos endividados.

Levantamos as principais dúvidas dos empreendedores com a orientação do consultor empresarial, Adriano Nodari. Como tirar uma empresa das dívidas e reerguer o negócio. Confira a seguir.

Faça um levantamento geral das finanças

Os primeiros meses do ano são ideais para planejar estrategicamente as finanças do negócio. Verifique saldos bancários e faça uma lista contabilizando todas as dívidas. É importante não procrastinar a situação e fazer um panorama geral de todos os custos fixos e os valores a pagar e receber.

De acordo com Nodari após esse levantamento é possível atuar com estratégias para reverter a situação financeira da empresa levando em consideração o fluxo de caixa e por fim as ações corretas para definir o planejamento.

“Após essa ‘fotografia’ geral da situação serão definidos objetivos a serem alcançados para que o cenário financeiro retorne ao equilíbrio”, pontua.

Qual a melhor opção para negociar as dívidas?

Esse é um momento que preocupa empresários que estão à procura de estratégias sobre como tirar uma empresa das dívidas. Afinal, por onde começar. Seria viável realizar empréstimos?

O consultor orienta que sim, a realização de empréstimos é indicada para cobrir dívidas com juros altos ou até mesmo pagamentos de curto prazo com a possibilidade de aumentar as prestações, mas com juros menores.

Faça uma boa pesquisa sobre as taxas cobradas pelas instituições financeiras e opte sempre pelo melhor prazo e taxa. Entre os credores a negociação direta é a melhor forma de resolver.

“Converse individualmente com os credores sobre a situação atual da empresa e tenha uma proposta de pagamento para quitar a dívida em cada situação”, orienta.

 Reduza os custos           

No planejamento com orientações sobre como tirar uma empresa das dívidas a redução de custos é uma etapa importante. Faça uma análise de todos os gastos fixos, como exemplo aluguel, contas de água e luz, telefone, fornecedores, e outros. De acordo com Nodari existem algumas ações que podem ser aplicadas, como:

  1. Alugar um espaço mais barato;
  2. Reduzir gastos em contas de luz, telefone e água;
  3. Reorganizar a folha salarial;
  4. Pesquisar novos fornecedores;
  5. Otimizar custos e processos (investir em tecnologia para baratear serviços)

Na hora de reduzir os gastos é preciso agir de forma estratégica, jamais eliminar investimentos que contribuem na receita da empresa. “O ideal é investir sempre, mas como foco em resultados e retorno”, orienta.

Separe gastos pessoais                                       

É comum no inicio do negócio a falta de organização nas finanças e isso gera problemas na receita da empresa, como exemplo, usar as reservas do negócio para cobrir gastos realizados em casa.

A dica é sempre administrar os gastos em casa e também na empresa. “Uma forma simples de organizar as despesas pessoais e da empresa é separar um salário para o empresário e estar ciente de que os gastos devem estar de acordo com o que a empresa está lhe rendendo”, sugere.

Fluxo de caixa sob controle!

Quando o tema é organização das finanças o controle do fluxo de caixa é primordial. Na tabela são representadas o controle e soma de todos os gastos e ganhos.

É importante estar ciente das dívidas que irão vencer no futuro, por exemplo, para ter uma base do que pode ser gasto no presente e gerar investimentos por meio desse panorama. “O fluxo de caixa deve ser um exercício diário para o empreendedor, para facilitar no processo hoje já podemos contar com o controle de fluxo de caixa automatizado”, indica o consultor.

Leia também: Controle do fluxo de caixa é determinante das finanças do negócio; entenda

É possível evitar que a empresa caia no vermelho?

Segundo Nodari existem algumas falhas cometidas na gestão que contribuem para o endividamento do negócio, portanto é possível prevenir problemas futuros, evitando:

  • Perder o controle e organização das finanças;
  • Contrair empréstimos altos sem planejamento prévio;
  • Falta de capital de giro;
  • Deficiência nas operações, como custos errados dos produtos, operações internas ineficientes, folha salaria incompatível, entre outros;
  • Falta de planejamento tributário.