Mais informações: +55 11 2367-0029 ou contato@nodariconsultoria.com.br

O que é alavancagem financeira e operacional? Confira exemplos de como aplicar

Chegou o momento de pensar em crescer e potencializar os resultados da sua empresa. Todo empresário com certa experiência sabe a importância de apostar em soluções estratégicas para expandir o negócio, logo a alavancagem financeira e exemplos desse método são muito utilizados.

Aqui vamos falar sobre o que é alavancagem financeira, exemplos para aplicar na sua empresa e diferenças ao comparar com a alavancagem operacional. Qual o momento certo de investir nessa estratégia? Confira algumas dicas com a participação do consultor de negócios, Adriano Nodari.

O que é alavancagem financeira e exemplos de aplicação

Alavancagem financeira é a utilização de recursos externos para ampliar o crescimento da empresa, sobretudo quando o fluxo de caixa ou capital próprio não está significativo, enquanto todos os demais setores estão em desenvolvimento constante.

Leia também: O que é um investidor anjo e como funciona no Brasil? 

A alavancagem financeira pode ativar o crescimento da empresa diante desse cenário. Podemos citar como exemplo recorrer ao capital de terceiros, como bancos ou possíveis investidores para a oportunidade de expansão.

alavancagem financeira têm exemplos em diferentes formatos, segundo o consultor empresarial Adriano Nodari. É aplicada por meio de um fluxo de dívida para financiar ativos ou mesmo na operação de volumes financeiros maiores do que o patrimônio da empresa.

“Essa proposta é indicada para situações em que a empresa não teria oportunidade de crescer, uma vez que a alavancagem potencializa a capacidade de expandir, sem restrições ao capital próprio”.

Na alavancagem financeira e exemplos de como captar esses recursos, existem algumas oportunidades, como: empréstimos, aluguel e derivativos, além dos financiamentos.

Grau de Alavancagem Financeira (GAF)

Serão avaliadas as variações existentes no lucro anterior aos juros do Imposto de Renda que podem repercutir no lucro líquido.

Na Alavancagem financeira é necessário o investimento de terceiros e a cobrança da remuneração em forma de juros. O GAF é calculado após a análise da Demonstração do Resultado de Exercício em que serão avaliados:

LAJIR: Lucro anterior ao juros e Imposto de Renda

LAIR: lucro antes do Imposto de Renda

Confira no vídeo exemplos de alavancagem e qual o melhor momento para apostar nesse modelo.

O que é alavancagem operacional?

Na análise de alavancagem operacional vamos partir da proporção dos custos fixos em relação aos custos variáveis. Geralmente a empresa aciona esse recurso quando visa aumentar a produção sem interferir no aumento dos custos fixos.

Leia também: Passo a passo para criar uma planilha de precificação de produtos. 

Na alavancagem operacional, diferente da financeira, utiliza métodos aplicados internamente no modo de produção. O objetivo é que os custos fixos sejam cobertos pela ampliação da produção e receita de origem das vendas.

Cálculo de Grau de Alavancagem Operacional (GAO)

Variação entre o lucro em razão a variação de vendas. Exemplo: Se o lucro aumentou em 20% em um avanço de 10% das vendas, a alavancagem nesse caso é 2;

Ponto de equilíbrio: quanto maior o GAO, mais próxima a empresa está do ponto de equilíbrio. A partir do GAO também podemos medir o risco operacional.

Fórmula:

GAO = Variação Percentual no Lucro Operacional (Resultado) /Variação Percentual nas Vendas.

 

Alguns exemplos de alavancagem operacional

Alavancagem negativa: geralmente é interpretada quando existe a queda do resultado operacional em consequência do aumento da receita bruta. Exemplos: margem de contribuição negativa ou aumento das despesas fixas.

Alavancagem modesta: os custos fixos estão acima do dobro da margem de contribuição. Nesse caso o aumento da receita bruta atua para diminuir o prejuízo em porcentagem menor.

Alavancagem equilibrada:, a equilibrada atua com custos fixos que dobram a margem de contribuição. O aumento da receita bruta também diminui o prejuízo.

Vale a pena investir em alavancagem? Quais são os riscos e vantagens

Vantagens:

  • Aumenta as chances de crescimento e expansão dos negócios;
  • Usar recursos de terceiros a custo fixo;
  • Abater em impostos com o pagamento de juros.

Riscos:

  • Não conseguir arcar com os pagamentos;
  • Afastar atuais e futuros investidores;
  • Possibilidade das despesas serem maiores do que as receitas;
  • A falta de planejamento no processo pode levar o negócio a falência.