Mais informações: +55 11 2367-0029 ou contato@nodariconsultoria.com.br

Capital de giro: o que é e qual a sua importância

Não existe pesadelo pior que ter um negócio e terminar o mês sem dinheiro para gastos fixos do estabelecimento. O capital de giro é a reserva que garante que essas despesas sejam pagas para que a empresa funcione “redonda” e sem prejuízos.

Trabalhar sabendo que o dinheiro necessário para as operações e recursos produtivos está disponível é essencial para um bom desenvolvimento de atividades, pois desta maneira o empresário tem tempo e cabeça livres para trabalhar o futuro do negócio sem o desprazer de lembrar ao final de todo mês que o caixa está no negativo.

Basicamente, o capital de giro se encontra nos estoques, contas a receber, no caixa, no banco, etc. Essa reserva de recursos é a união de valores que possibilita a empresa manter-se funcionando ao longo do tempo.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue no post e tire todas as suas dúvidas.

Leia também: Quando contratar uma consultoria empresarial? – Entenda

O que exatamente é o Capital de Giro

Começar os dias, meses e anos no azul é importante e indispensável para manter bom desempenho e garantir o funcionamento perfeito de seu negócio. Para que isso seja possível é inevitável ter conhecimento e controle do capital de giro. Entenda.

Leia também: Como melhorar o Fluxo de Caixa – Confira dicas fundamentais

Você compra os produtos de seu fornecedor, ele te entrega e você paga por isso. O produto vai para seu estoque, é colocado à disposição, o cliente compra este produto e então o dinheiro entrou em seu caixa. Neste trajeto de aquisição de matéria prima até a compra do produto pelo consumidor existem despesas. Água, energia elétrica, aluguel do prédio, salário de funcionários, entre outras.

É importante que durante este período em que o dinheiro não entra, haja um montante financeiro que arque com essas despesas fixas. Este conjunto de valores que pagam os gastos fixos se chama capital de giro.

Como calcular o montante necessário de capital de giro para seu negócio

Para calcular os valores que serão cobertos com seu capital de giro é importante que você esteja com o controle financeiro em dia. Em primeiro lugar, tenha em mãos o prazo médio das contas à pagar, inclusive as de seus fornecedores. Por exemplo: se você costuma pagar metade de tudo que compra dos fornecedores à vista e outra metade com 30 dias de prazo, seu prazo médio de pagamento de contas é de 15 dias.

Após obter o valor deste primeiro cálculo, é necessário calcular o prazo médio de recebimento que você possui com seus clientes. Exemplo: 50% de seus clientes pagam em 30 e outros 50% em 60 dias. Nesta situação, seu prazo médio de recebimento é 45 dias.

Observando este cenário, podemos concluir que você leva 45 dias para receber de seus clientes e paga contas de 15 em 15 dias. Com essas informações, é possível concluir que você possui um prazo de 30 dias a ser sustentado por seu capital de giro.

Sabendo disso, seu primeiro passo será calcular o custo fixo mensal para o funcionamento de seu negócio. Neste gasto fixo mensal estão inclusos:  aluguel, energia elétrica, telefone, internet, água, salário de funcionários, seguro do imóvel e quaisquer outros que sejam fixos mensalmente.

O segundo passo será calcular o valor estimado de custos mensais variáveis. Os custos variáveis são todos os valores relacionados à produção e venda de seus produtos e serviços. Por exemplo: o valor de matéria prima, impostos que variam de acordo com o valor das vendas, fornecedores não credenciados, frete e outros valores existentes, mas que variam todos os meses.

Com os valores dos custos fixos e variáveis mensais, faça uma média diária. Com ela, você terá uma projeção aproximada do custo de funcionamento de sua empresa por dia. Até este ponto, você tem conhecimento que possui 30 dias de prazo e qual o valor diário de teu custo para funcionar. Agora, multiplique o valor diário pelos 30 dias e você irá obter a primeira parte de seu capital de giro, ou seja, o valor necessário de capital de giro para um mês.

Obs: Caso você possua um negócio que trabalha com estoque de produtos, é necessário somar ao valor do capital de giro os custos para manter o estoque mensal.

O capital de giro e sua importância

Como você pode observar, o capital de giro é vital para o tempo de vida e saúde financeira de sua empresa. Os benefícios em tê-lo calculado e reservado vão além da sobrevivência do negócio, observe:

  • Recursos de financiamento para os cliente, como vendas à prazo, crediário e etc.;
  • Manutenção correta e segura de seu estoque;
  • Garantia da remuneração dos funcionários;
  • Pagamento seguro aos fornecedores, assim como de impostos, custos e despesas operacionais fixas e variáveis.

Chegamos ao fim de mais um conteúdo e agora você já sabe o que é, a importância e como calcular o capital de giro necessário para sua empresa. Continue navegando em nosso blog e aprenda muito mais sobre como gerenciar melhor seu negócio.

Summary
Capital de giro: o que é e qual a sua importância
Article Name
Capital de giro: o que é e qual a sua importância
Description
Não existe pesadelo pior que  ter um negócio e terminar o mês sem dinheiro para gastos fixos do estabelecimento.  O capital de giro é a reserva que garante que essas despesas sejam pagas para que a empresa funcione “redonda” e sem prejuízos.
Author
Publisher Name
Nodari Consultoria
Publisher Logo