Mais informações: +55 11 2367-0029 ou contato@nodariconsultoria.com.br

Cronograma de treinamento de funcionários – a importância de um plano de capacitação

O cronograma de treinamento de funcionários tem como finalidade tornar o processo de desenvolvimento organizacional mais eficiente, levando em conta os processos de trabalho dentro de uma empresa e os períodos em que o treinamento poderá ser realizado, sem sobrecarregar as equipes e afetar o andamento do negócio.

Para o funcionário, as vantagens do treinamento são pessoais e profissionais, se torna mais eficiente na realização de suas atividades, trabalha aspectos negativos em seu processo de trabalho, como por exemplo, se não se sentia tão confiante para executar as atividades, passa a se sentir mais seguro. A empresa, com a execução de treinamento com foco na estratégia, passa a colher resultados cada vez mais satisfatórios.

Ter um cronograma de treinamento de funcionários é importante para organizar as atividades. O consultor, Adriano Nodari, esclarece que treinamentos devem ser oferecidos com uma frequência previamente estipulada e ressalta:

“Ter um cronograma de treinamento é essencial para um negócio bem-sucedido. Com uma avaliação de competências já realizada, é importante sempre pensar ao montar os treinamentos, em quais as principais razões destas capacitações. O empreendedor precisa ter em mente ações objetivas para que se alcancem as metas que foram idealizada.”

Confira: Avaliação 360 graus – método que avalia comportamentos e competências

Cronograma de treinamento de funcionários – Como elaborar

Em qualquer plano de treinamento, há alguns pontos essenciais a serem trabalhados, quais são?

  1. O conteúdo do treinamento deve ser cuidadosamente definido. O que deseja repassar à equipe?
  2. Este conteúdo deve ter uma razão. Qual o problema que precisa ser solucionado por meio deste treinamento?
  3. Quais equipes precisam se submeter ao treinamento? Sempre está direcionado a pessoas que precisam melhorar as competências (desenvolver as que já existem ou trabalhar para adquirirem uma novas habilidades);
  4. Escolha quais serão os métodos e recursos para a aplicação deste treinamento;
  5. É fundamental que se tenha definido as pessoas que estarão a frente da capacitação;
  6. Tenha a relação do que deve ser ensinado e quando os treinamentos deverão ocorrer (data e período considerado ideal);
  7. Tenha em mente o custo para estes treinamentos.

Como montar um cronograma de treinamento? Nodari explica que no momento do planejamento é essencial a estruturação de todo o processo:

“Tenha em mente quais os melhores métodos (palestra, online, aulas, grupos de estudos, etc.). E pense na logística (onde será realizado, quais materiais serão necessários, etc.). E o que é muito importante, tenha definido os prazos, pense no início e término do processo”.

Este é um exemplo de cronograma de treinamento de funcionários do Programa de Educação Permanente do Hospital Municipal Getúlio Vargas (aqui).

Estes treinamentos devem ser ministrados anualmente, levando-se em conta as necessidades da empresa. E em caso de dúvidas em como montar um cronograma de treinamento, vale se atentar ao plano Desenvolvido pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a NBR 10.015 é uma das referências para as empresas, em vários quesitos, sendo uma boa fonte de orientação para que os gestores direcionem os treinamentos no negócio.

Alguns dos tipos de treinamentos mais aplicados pelas empresas

Rodízio de papéis – Neste método, os colaboradores na equipe trocam de áreas entre si, e assim, cada um passa a conhecer sobre a função do outro. É um tipo de treinamento capaz de despertar a empatia entre os funcionários, já que em muitos casos, pode haver falta de compreensão sobre algum processo dentro da atividade desempenhada por um colaborador, apenas por desconhecer a realidade da vivência daquele trabalho.

Gamificação – Este é um método que se utiliza dos mecanismos de jogos para o incentivo a colaboradores. Este tipo de treinamento trabalha de forma sistemática, assumindo desde a proposta de um treinamento básico até a possibilidade de que o colaborador possa assumir funções além do que foi proposto inicialmente.

Grupos de estudo – Este é o treinamento em que a liderança e integrantes da diretoria se reúnem a fim de discutir assuntos importantes para a empresa. Geralmente é um método indicado para tratar temas de urgência em que algumas horas são o suficiente.

Online – Este é um método muito eficaz em casos de treinamento à distância e também pode ser uma opção em casos em que a empresa não dispõe de muitos recursos financeiros para a realização de treinamentos, ou em casos em que as pessoas não consigam ter acesso a determinado local e participar da capacitação. Exemplo: está acontecendo um treinamento no Uruguai, na sede de uma determinada empresa, e a equipe no Brasil não pode estar no local.

Ter um cronograma de treinamento de funcionários é primordial. Mas, por que investir em treinamento é tão importante? Nodari explica que uma das vantagens competitivas de uma empresa (difícil de ser copiada pelos concorrentes), é quando existe um time de alta performance com competências necessárias para o sucesso de um negócio:

“Os treinamentos são ferramentas eficazes para que cada colaborador adquira o conhecimento, para que saiba o que fazer, tenha a habilidade. Essa filosofia, da Gestão por Competência, é chamada de CHA – Conhecimento, Habilidade e Atitude. Além de promover o aumento da competência do time, os treinamentos são elementos motivacionais (quando há meta, estratégias e propósitos claros), fazendo com que os colaboradores se sintam valorizados pela empresa estar investindo neles”, finaliza.