Mais informações: +55 11 2367-0029 ou contato@nodariconsultoria.com.br

Saúde mental no trabalho – essencial para ambientes profissionais saudáveis

Saúde mental no trabalho é fundamental — é o que defende os psicólogos e a Organização Mundial da Saúde (OMS), que a cada ano, alerta para a importância de que empresas e gestores no mundo todo tomem atitudes para a promoção do bem-estar físico e psicológico dos funcionários.

Em matéria publicada no veículo português Expresso (confira) fala-se sobre a necessidade de que as empresas se preocupem não apenas com o acompanhamento de doenças físicas, mas com a avaliação periódica da saúde mental no trabalho. Portugal é o país da Europa com os piores indicadores no que se refere a problemas psíquicos.

Em último relatório global publicado pela OMS em 2017, foi mostrado que o número de casos de depressão aumentou 18% entre os anos de 2005 e 2015. Estima-se que no mundo exista 322 milhões de pessoas com a doença, principalmente mulheres. No Brasil, a depressão atinge 11,5 milhões de pessoas, já os distúrbios relacionados à ansiedade afetam 18,6 milhões de pessoas no Brasil.

Mesmo em um cenário brasileiro em que os casos de doenças mentais só tenham aumentado, muitas pessoas ainda banalizam ou se esquivam de um tratamento psicológico.

A psicóloga, que também atua como consultora de pessoas, Luana Nodari, acredita que a banalização do tratamento psicológico tende a diminuir à medida que o assunto seja mais falado:

“Se as empresas passarem a ver o tratamento da saúde mental como algo bom, as pessoas passariam a ter mais coragem de pedir ajuda.”

Leia também: Gestão por Competência – Seleção e treinamento com foco na estratégia e resultados

Saúde mental no trabalho – algo que merece a atenção

A importância da saúde mental no trabalho tem sido cada vez mais discutida nos últimos anos. Em um guia publicado pelo Fórum Econômico Mundial (aqui), divulgado pelas Nações Unidas, as intervenções nas empresas devem estar embasadas em três abordagens:

  • Na proteção da saúde mental, com foco na redução dos fatores de risco relacionados ao trabalho;
  • Na promoção da saúde mental à medida que os pontos positivos do trabalho e as habilidades dos empregados sejam desenvolvidas;
  • Na disposição ao cuidado dos problemas de saúde mental no trabalho, independentemente da causa.

Luana ressalta a importância de um olhar de empatia para as pessoas que fazem parte do ambiente de trabalho, já que em muitos casos, um funcionário que integra a equipe pode não estar rendendo por algum problema psicológico desconhecido:

“A importância de diagnosticar nas empresas, é que nem sempre é visível que a pessoa ao nosso lado tem problema, algumas conseguem disfarçar seus sentimentos enquanto se relaciona com as pessoas em sua volta, porém o rendimento cai por estarem com a cabeça cheia de problemas.”

Confira: Clima organizacional – de que forma afeta nos resultados da empresa?

Avaliação da saúde mental no trabalho: benefício do funcionário e empresa

Em 2017, a agência da ONU (Organização das Nações Unidas) se pronunciou ressaltando que a depressão e os distúrbios de ansiedade são transtornos mentais comuns que causam impacto na maneira das pessoas trabalharem, se tornando menos produtivas.

Em estudo liderado pela OMS, foi mostrado que os transtornos de depressão e de ansiedade custam 1 trilhão de dólares por ano à economia global, no que se refere à perda de produtividade.

Muitas podem ser as medidas para o auxílio de pessoas que estejam enfrentando problemas psicológicos, como:

  • Flexibilidade na jornada de trabalho;
  • Medidas para a resolução de dinâmicas negativas no ambiente profissional;
  • Comunicação sobre apoio confidencial, em que as pessoas podem, com discrição, procurar ajuda para os seus problemas.

Quando se fala em importância da saúde mental no trabalho é essencial que se fale em empatia, não porque se tornou ‘modismo’ falar sobre o assunto, mas porque é um atributo humano essencial na convivência em sociedade.

Cuide da saúde mental da equipe que trabalha com você, proponha avaliações psicológicas, isso não só vai melhorar a qualidade de vida dos funcionários, como também se refletirá sobre a qualidade do trabalho que desempenharão em prol do seu negócio.

“A importância de que se faça a avaliação é para sugerir tratamentos corretos a pessoas que não procurariam por conta própria, por preconceito ou por falta de motivação. Um profissional saudável, deixa o ambiente profissional mais leve, se relaciona melhor com as pessoas e rende mais”, finaliza a psicóloga.